fbpx

Estenose do canal medular

ESTENOSE DO CANAL MEDULAR- O CANSAÇO NAS PERNAS PODE TER ORIGEM NA SUA COLUNA

Muitos pacientes referem uma dor na região lombar que desce até as pernas, fazendo com que se sinta uma fraqueza para caminhar ou uma sensação de cansaço nos membros inferiores que faz com que o paciente pare para descansar. Um fato que chama atenção é que, além de parar para descansar cada vez com mais frequência, o paciente tenha que se inclinar para frente para obter um alivio mais rápido. Estes sintomas são frequentes e pode ocorrer por uma compressão na coluna, um problema chamado de estenose do canal.

O termo “estenose” significa estreitamento, uma diminuição do canal por onde passam as raízes nervosas. Este canal protege as estruturas nervosas que são responsáveis por comandar diversas funções importantes no nosso organismo e também por comandar a força e a sensibilidade dos membros inferiores.

estenose é mais comum na região lombar, pois é esta que recebe a maior carga e sofre mais desgaste e degeneração.

estenose lombar é uma consequência da degeneração da coluna, e muitos são os fatores que ajudam no seu desenvolvimento como hérnias de disco e aumento da exigência de estruturas ligamentares dentro da coluna levando a hipertrofia de uma estrutura chamada ligamento amarelo.

Com o estreitamento do diâmetro do canal vertebral, a medula e suas raízes nervosas ficam de certa forma comprimidas, diminuindo o espaço necessário para um adequado funcionamento, prejudicando a movimentação das raízes nervosas e diminuindo a circulação sanguínea.

 

Os sintomas podem ser progressivos. Deve-se suspeitar da estenose quando há indícios do qu chamamos de Claudicação Neurogênica.

Como identificar os sintomas da Claudicação Neurogênica:

  • O paciente não aguenta caminhar pequenas distâncias devido à dor nas costas e irradiação para os membros inferiores;
  • Alívio desses sintomas quando se inclina o corpo para frente ou se senta, pois isto aumenta o diâmetro do canal por onde os nervos estão passando;
  • Sensação de fraqueza nas pernas;
  • Formigamento, cãibra e dormência irradiada da coluna até as pernas;
  • Sintomas parecidos e que muitas vezes se confundem com problemas circulatórios e de varizes.

Essa compressão aumenta quando a coluna realiza o movimento de extensão que é quando se joga a coluna para trás, fazendo com aumente o aperto das estruturas nervosas.

O movimento contrário de flexão ou de inclinar o corpo para frente é o que aumenta o canal e traz alivio para o paciente.

Fatos corriqueiros do dia-dia também chamam atenção como o fato de o paciente ir ao supermercado e sentir um grande alívio quando se apoia inclinado no carrinho de supermercado, ou se sentir confortável pedalando em uma bicicleta e um grande desconforto dos sintomas quando se caminha. Estes sinais podem sugerir que há um aperto na coluna.

O diagnóstico correto pode ser feito pelo seu médico e ira direcionar seu adequado tratamento.

Qual o tratamento para o problema da estenose de canal lombar?

O tratamento inicial indicado para estenose lombar é conservador, baseado nas necessidades do paciente, de acordo com seus sintomas e características da doença, atentando-se para o ganho na qualidade de vida do paciente.

Medicamentos para dor e inflamação, repouso, uso de coletes, uso de andador, fisioterapia para fortalecimento da musculatura e melhora de postura fazem parte das diversas opções para o tratamento e devem ser orientadas pelo seu médico da coluna. Este tratamento tem como objetivo melhorar os sintomas, devolvendo qualidade de vida e tentar diminuir a progressão da doença.

Quando o tratamento conservador não é suficiente para melhorar os sintomas do paciente a cirurgia torna-se a solução eficiente para a resolução do problema.

 

O objetivo da cirurgia é a descompressão da medula e de suas raízes nervosas, ou seja, ampliar o espaço por onde estas estruturas estão passando, aumentando o diâmetro do canal medular. Existem muitos procedimentos cirúrgicos e estes devem ser individualizados para cada caso. A indicação para o melhor tratamento para o seu problema deverá ser discutido com o médico especialista na cirurgia da coluna pois existem abordagens diferenciadas, tanto para intervenções de descompressão quanto para intervenções de fusão (artrodese). E atualmente muitos procedimentos menos agressivos foram desenvolvidos para estes problemas na coluna.

As técnicas de cirurgia minimamente invasiva permitem uma recuperação mais rápida com retorno precoce as suas atividades do dia-a-dia e ao trabalho. Converse com seu médico a respeito.

Procure um especialista

Dr. Alynson Larocca Kulcheski- CRM 24934

Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Membro da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) e Membro da Sociedade Brasileira de Coluna Minimamente Invasiva (SBC.MISS)