fbpx
Notícias

A grande maioria das dores nesta região são benignas e tem uma origem mecânica, própria do movimento relacionado a coluna, ou seja 90% dos pacientes apresentam uma causa em que musculatura e ligamentos sobrecarregados são os grandes responsáveis.

Os 10% restantes de adultos com dor nas costas apresentam o sintoma como uma manifestação de uma doença sistêmica, em que devemos investigar a sua causa. E quando falamos disso estamos pensando em mais de 50 doenças ou 50 causas diferentes, com vários possíveis diagnósticos diferenciais. São nesses casos, apesar de menos frequentes, que o médico é requisitado e exigido em todo seu conhecimento. O problema é que só o medico poderá definir qual a sua verdadeira causa, se benigna ou se necessita de mais investigação

Segundo dados dos EUA cerca 24 bilhões de dólares são gastos anualmente por dor lombar , e isso envolve afastamentos do trabalho, uso de medicamentos além de todo o arsenal diagnostico e terapêutico envolvido

A dor Lombar é a 2ª causa de procura por atendimento médico . 65 a 85% da pop. mundial terá lombalgia segundo dados da Organização mundial de Saude ( OMS), por isso a importância de estudarmos e tratarmos melhor o paciente que se apresenta com esta patologia.

Principais causas de dores lombares:

Entre as principais causas que necessitam de maior investigação se encontram:

  1. Hérnia Discal e estenose de canal (4-5%)
  2. Fraturas (4%)
  3. TU 1º, 2º ou Processo Infeccioso             1%
  4. Doença Visceral, Aneurisma,Doença Renal e Ginecológica : menos de 1%

Fatores Psicossomáticos como Estresse e Depressão ajudam a aumentar a intensidade das dores e são fatores de piora dos sintomas que aumentam a duração das crises.

Tratamento para dor lombar

Geralmente o tratamento CONSERVADOR, ou seja sem cirurgia, obtém bons resultados e é a primeira escolha quando os paciente não apresentam alterações de compressão neurológica ou outras causas que deverão ser excluídas pelo seu médico. As principais doenças a serem descartadas são> tumores, fraturas, infecções , doenças reumatológicas e compressão nervosas. Grande parte dos médicos indica a reabilitação após os primeiros sinais de melhora da dor. Este tratamento envolve FISIOTERAPIA com Alongamento muscular e Fortalecimento Abdominal e da cadeia muscular posterior- o CORE abdominal. Além de medidas de benéficas a saúde como Perda de peso, parar de fumar e para auxiliar no combate ao sintoma da dor MEDICAÇÃO para controle da crise.

Tratamento com cirurgia

  1. Indicado na Falha Tratamento Clínico (6-12 semanas de tratamento)
  2. Déficit Neurológico Progressivo
  3. Déficit Neurológico Estável com Dor persistente
  4. Crises Recorrentes de Dor Incapacitante com Exames de Imagem Compatíveis

Dr. Alynson Larocca Kulcheski- CRM 24934 TEOT 12617
Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Membro da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) e Membro da Sociedade Brasileira de Coluna Minimamente Invasiva (SBC.MISS).

Deixe uma resposta