fbpx

Cuidados após a cirurgia da coluna

Muitos pacientes ficam inseguros com o pós-operatorio, achando que será dificil a recuperação e acabam postergando seu tratamento e a melhora tão esperada.

Obviamente toda cirurgia envolve cuidados e se preparar adequadamente tanto para o pré-operatorio quanto para o pós-operatório, faz parte de todo o processo que envolve a cirurgia. Mas com orientação adequada e se preparando previamente pelo que vem pela frente, envolvendo toda a família e pessoas próximas a você, faz com que este período se torne menos traumático e mais leve.

Cada cirurgia tem sua particularidade, e poderá alterar dependendo da extensão do procedimento e gravidade do seu problema. Algumas orientações são gerais e o ajudarão nesse processo.

Uma das perguntas mais frequentes dos pacientes que estão prestes a operar é: “vai doer após a cirurgia?”. E a resposta é que o processo de abrir estruturas gera uma inflamação que o organismo combate e sente-se a dor, que é um sinal vital como muitos outros fatores. No pós-operatório tentamos combater grande parte dessas dores, tornando o procedimento mais tranquilo. Para que isso ocorra o ideal é que o paciente, antes mesmo da cirurgia, já esteja fazendo uso de medicações analgésicas, pois segundo diversos estudos científicos quanto menor for a sua dor antes da cirurgia melhor será o resultado e mais confortável será o seu período de recuperação. E este tratamento deve se prolongar em casa após a alta hospitalar, ate que sua dor esteja adequadamente controlada e deve-se sempre seguir a recomendação dada pelo seu médico.

Outras duvidas surgem: “devo permanecer muito tempo sem fazer esforço ou imobilizado na cama?” A resposta é: muito tempo em uma mesma posição vai trazer um certo grau de desconforto, e a não ser em casos específicos em que o repouso absoluto seja indicado, na grande maioria das vezes a mobilidade já se inicia após o primeiro dia da cirurgia, no próprio internamento e  com a devida orientação da equipe de fisioterapia. Algumas atividades leves poderão ser realizadas em casa e isto traz independência para o paciente. Obviamente deve-se poupar os esforços maiores para a adequada recuperação. Não fique deitado o dia inteiro. Muito tempo em uma mesma posição poderá lhe trazer dor! Faça um “rodizio” de posições durante o dia. Este rodizio consiste em mudar diversas vezes ao dia de posições, permanecendo sentado, levantando, fazendo caminhadas leves em terrenos regulares e repousando. Este rodizio ajudará na sua recuperação!

 

A alimentação balanceada ajudará no conforto e na recuperação. Deve-se evitar alimentos muitos pesados e com muita gordura. Preferir alimentos leves e de fácil digestão, contendo fibras que ajudem na regulação intestinal, pois não é incomum alguns pacientes apresentarem constipação após a cirurgia. A hidratação deve fazer parte da rotina, e deve-se ingerir pelo menos 2 litros de líquidos diariamente, de preferencia líquidos não industrializados e dentro do prazo de validade.

Cuidado com ambientes desconhecidos e sem adequada limpeza. Isto poderá trazer prejuízos e gerar um processo de infecção no local da cirurgia. Portanto evite frequentar lugares desconhecidos ate que seu medico faça esta orientação.

O curativo deve ser trocado diariamente e deve sempre estar bem fechado, cobrindo-se inteiramente, evitando a exposição a bactérias e evitando assim a infecção tão temida no pós-operatório. Esta trocada de curativo deve ser  aprendida durante seu internamento, para que não haja duvidas.

Atividades do seu dia-a-dia também geram duvidas. Segue aqui algumas dicas importantes:

  • Para calçar sapatos: procure sempre por um banco firme para calçar os sapatos, passe uma perna sobre a outra para poder realizar esta atividade;
  • Evite agachamentos e se abaixar para pegar objetos.
  • Sempre que houver desconforto ou dificuldade para realizar alguma atividade, peça ajuda.
  • Caminhe por 15 minutos dentro de casa – cerca de 3 vezes ao dia. Manter-se muito tempo em repouso pode ocasionar complicações musculares, circulatórios e respiratórios. Evite pisos irregulares, ou seja, situações de instabilidade e desequilíbrio.
  • Quando for subir ou descer escadas faça isso lentamente, um degrau de cada vez, segurando no corrimão ou se apoiando em alguém. Ë sempre bom pedir para que o ajudem ou fiquem observando estas atividades para que você faça de forma correta e sem exageros.

Outros questionamentos sempre surgirão e é importante o acesso a equipe médica para que você tenha suas respostas. Estar seguro para a realização da cirurgia é um dos passos fundamentais para o sucesso da sua recuperação.

 

Procure um especialista

Dr. Alynson Larocca Kulcheski- CRM 24934.

Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), Membro da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) e Membro da Sociedade Brasileira de Coluna Minimamente Invasiva (SBC.MISS).